Sobre Queijos - Parte 1

Sobre Queijos

Para aproveitar todo o sabor do queijo
é importante alguns cuidados na compra,
na manipulação e no armazenamento,
mas o principal é conhecer cada um deles.
E para conhecer é preciso experimentar.

Imagem: https://coracaoalerta.com.br/alimentacao/nutricionista-hcor-orienta-ter-cautela-no-consumo-de-queijo/

Qualquer que seja o tipo de queijo, a matéria-prima é uma só:
o leite, que pode ser de vaca, de ovelha, de cabra e de búfala.
Como acontece com os vinhos, as condições climáticas e geológicas
têm influência no sabor e no estilo do queijo,
já que determinam a forma como o animal é criado e alimentado.
Assim, seu leite terá características específicas
e irá determinar o sabor final do queijo.
A quantidade de gordura do leite, integral, semidesnatado,
desnatado ou enriquecido com nata,
resulta em diferentes tipos de queijo.

Em alguns casos se usa o leite cru,
não-pasteurizado (cada vez menos comum),
como no caso do queijo Taleggio do norte da Itália
e a mistura de diferentes tipos de leite; de cabra, vaca e ovelha.
A quantidade de água que se elimina no processo de produção
do queijo determina a maciez, o tipo de casca e o mofo
que irá se desenvolver no queijo.
A casca é um dos primeiros aspectos
a se avaliar em um queijo.


COMO COMPRAR
Em algumas lojas especializadas se pode contar
com a ajuda de funcionários com conhecimento,
que dão boas sugestões mas quando você entra no supermercado
e se depara com uma grande quantidade de queijos,
a escolha pode ser mais complicada.
Em caso de dúvida,
procure experimentar o queijo antes de comprá-lo.
Como acontece com outros produtos,
verifique a data de validade,
o aspecto e os cuidados com a temperatura à qual
o queijo se encontra fato que
pode alterar o processo de maturação.


Como Conservar
Preste atenção na temperatura e verifique sempre
se o queijo mantém suas características durante o armazenamento.
Os queijos de massa dura devem ser envolvidos individualmente
em filme plástico ou papel-alumínio,
neste caso, faça alguns furos com um garfo
para que o queijo possa respirar e não ressequem.
Os queijos de massa macia como Brie e Camembert
devem ser mantidos no próprio papel da embalagem,
que já é especial para sua conservação
e guardados na geladeira, assim como os frescos e fundidos.
Os que apresentam mofo interno (os azuis)
devem ser envolvidos em papel-alumínio.
Para conservar queijos duros por pouco tempo,
deixe-os em uma queijeira,com base de madeira e tampa de vidro,
que não feche hermeticamente,
permitindo que os queijos respirem.


OS TIPOS DE QUEIJOS
Os queijos podem ser classificados
de acordo com o tipo de leite,
a textura, o grau de maturação e
a intensidade de seu sabor e aroma.
A classificação mais comum é de acordo
com a textura; queijos duros e semiduros, macios, frescos etc.
A consistência dos chamados queijos duros varia
de lisa e fácil de cortar até a áspera e granulada.

Queijos duros:
Emmenthal, Gruyère, Grana (parmesão),
Provolone, Pecorino, Chedar e Gouda.

Queijos macios:
Brie e Camembert,

Queijos azuis:
Roquefort e Gorgonzola.

Queijos frescos:
Queijo de cabra, Cream Cheese, Ricota,
Cottage, Mascarpone e Feta.


Fonte: Internet.

Postar um comentário