Cheesecake | Tradicional sobremesa americana

O cheesecake já era conhecido dos antigos gregos.

Os norte-americanos a criaram no século XX.
Desde então, tornou-se uma espécie de bolo nacional,
mas, segundo os profissionais, existem
«mais teorias sobre o bolo de queijo
do que pessoas que saibam prepará-lo».

Foto: http://veronicascornucopia.com/2011/04/11/my-favorite-cheesecake/


O cheesecake americano é normalmente constituído
por uma base de bolacha, um recheio
à base de queijo, creme e ovos,
e uma cobertura de fruta.
Este cheesecake é cozido no forno, no entanto
existem inúmeras variações da receita,
entre as quais as que são compostas por natas,
queijo e gelatina e não necessitam de forno.

Apesar de ter nascido na Grécia há muito tempo,
o cheesecake só se popularizou nos anos 1970,
quando era uma das sobremesas mais populares
dos Estados Unidos, e principalmente, de Nova Iorque.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Cheesecake

Alho-poró | Alho-porro

O alho-porro ou alho-poró é um vegetal
que pertence à mesma família que as cebolas e os alhos.


O alho-poró era já utilizado pelos antigos Egípcios,
Gregos e Romanos que depois
levaram o vegetal a diversas partes da Europa.


Foto: http://beneficiosdasplantas.com.br/alho-poro/


É um dos símbolos nacionais do País de Gales,
fazendo parte dos rituais do dia de São David,
altura em que é tradição os galeses envergarem a planta.

De acordo com a mitologia do País de Gales,
São David ordenou aos seus soldados galeses
que envergassem a planta nos seus elmos
numa batalha contra os Saxões
que teria ocorrido num campo de alhos-porros.

É provável que esta história tenha sido concebida
pelo poeta inglês Michael Drayton, mas sabe-se
que a planta é um símbolo deste povo desde épocas antigas.
Por exemplo, Shakespeare refere-se à tradição
de envergar o alho-porro na sua peça Henrique V,
onde Henrique diz a Fluellen
que está envergando o alho porro
"for I am Welsh, you know, good countryman"
("porque sou galês, bem sabes, caro compatriota").
Saiba mais sobre o Alho-poró

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Alho-porro

Quiche | Prato tradicional da culinária francesa

Quiche é um tipo de torta
feita com recheio à base de ovos
e creme de leite ao qual se adicionam
pedacinhos de toucinho defumado,
e que não leva cobertura.


Embora atualmente a quiche seja
um prato tradicional da culinária francesa,
sua origem é alemã, do reino medieval de Lothringen.
Mais tarde os franceses o batizaram de "Lorraine".


Foto: http://www.receitasanamaria.net/quiche-carne-e-legumes.html


A palavra quiche vem do alemão "kuchen",
que significa "torta". A quiche Lorraine original
nasceu no século XVI e era uma torta aberta
recheada com creme feito de leite e ovos
acrescido de bacon defumado. Somente depois
foi acrescentado queijo à quiche Lorraine.
Adicionando cebolas obtém-se a quiche alsaciana.

A quiche se tornou popular na Inglaterra
logo após a Segunda Guerra Mundial
e nos Estados Unidos, na década de 1950.
Hoje pode-se encontrar uma grande variedade
de quiches, desde a original quiche Lorraine,
até aqueles com alho-poró, champignon,
espinafre e mesmo peixes, como o salmão.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Quiche

Hortelã | Os Benefícios da Hortelã

Hortelã pode ser descrito como uma das ervas
mais usados extensivamente no mundo da culinária.

hortelã é conhecida por seu aroma único
e acrescenta uma mistura de frescor aos pratos.


A característica verde e vibrante da hortelã
faz com que pareça ainda mais exótico.
É amplamente utilizado como em gomas de mascar,
vários anti-séptico bucal e creme dental.

Várias bebidas, sorvetes, xaropes, doces,
molhos e muito, muitos pratos
usam hortelã por causa do seu aroma.
Ele também tem muitas propriedades medicinais
e é conhecido por fazer maravilhas para o sistema digestivo.

Foto: http://www.saudedica.com.br/hortela/


A hortelã serve para o tratamento da azia,
má digestão, problemas do fígado e vesícula biliar,
flatulência, náuseas, vômitos,
cólon irritável, dor de dente e nevralgias.
O uso do óleo essencial de hortelã é indicado
para combater inflamações orofaríngeas, gripe,
tosse, bronquite, faringite, rino-sinusite
e seu uso externo na dor muscular.

A hortelã possui propriedade anti-séptica,
anestésica, tranquilizante suave, analgésica
(principalmente a nível local
e das mucosas do aparelho digestivo),
antitússica, mucolítica, expectorante
e descongestionante das vias respiratórias pelo óleo essencial.

Fonte: http://www.saudedica.com.br/hortela/
http://www.tuasaude.com/hortela/

Aperol | Aperitivo italiano

Aperol é um aperitivo italiano

originalmente produzido pela empresa
Barbieri, com sede em Pádua.

O Aperol agora é produzido pela empresa Campari.
O Aperol foi originalmente criado em 1919,
e se tornou bem sucedido
após a Segunda Guerra Mundial.

Foto: http://www.houseandgarden.co.uk/recipes/drinks-cocktails/aperol-spritz


Seus ingredientes são, entre outros,
laranja amarga, genciana, ruibarbo e quina.

Embora com o gosto e o cheiro muito parecido com Campari,
o Aperol tem um teor álcoolico de 11%
-menos da metade da Campari. Aperol e Campari
tem o mesmo teor de açúcar. No entanto, o Aperol
é mais suave e menos amargo.
O Campari também é muito mais escuro na cor.
Spritz, um cocktail aperitivo,
é muitas vezes feita usando Aperol.
Saiba mais sobre o Aperol
um aperitivo italiano
.

Fonte: http://en.wikipedia.org/wiki/Aperol

Food truck | Carros de comida

O food truck ou carros de comida
é um espaço móvel que transporta e vende comida.


Alguns, assim como caminhões de sorvete
vendem alimentos congelados ou pré-embalados,
outros se assemelham a restaurantes sobre rodas.
Alguns servem refeições específicas,
como por exemplo taco, kebab, hamburger, comida chinesa.
A sua popularização se deu quando
os caminhões passaram a servir comida gourmet.

Foto: http://www.itaro.com.br/blog/2014/07/tudo-sobre-food-truck-brasil/


Os Caminhões de alimentos também podem atender
no carnaval, em construções, eventos esportivos,
locais de trabalho ou escolas - faculdade campus,
complexo de escritórios, parque industrial, oficina,
set de filmagem, base militar, dentre outros
- onde existe demanda em potencial
por refeições regulares ou lanches.

Alimentação em Food truck se tornou um fenômeno popular
em várias cidades norte-americanas e canadenses,
incluindo Toronto, Hamilton, Vancouver, Washington,
D.C., New York, Austin, Houston, Los Angeles,
San Francisco, Seattle, St. Louis, Calgary, e Tampa.
Saiba mais sobre Food truck

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Food_truck

Andouille de Guémené | Famosa iguaria francesa

A andouille de Guémené é uma linguiça
feita a partir dos intestinos e estômagos do porco.


A comuna de Guémené-sur-Scorff, no noroeste da França,
talvez não seja muito conhecida internacionalmente,
mas ali nasceu a famosa iguaria francesa.

A andouille de Guémené é um fenômeno relativamente novo
a receita foi criada em 1930 por Joseph Quidu,
filho de um fazendeiro local, um comensal fascinado
por todos os elementos gastrointestinais dos porcos.

Foto: http://leguidenormand.blogspot.com.br/2012_01_01_archive.html


Para cada linguiça, são necessários intestinos
de três porcos, mantidos frescos em boa quantidade
de sal grosso e pesando cerca de três quilos.
As iguarias são então defumadas
na madeira do carvalho e desidratadas.
O processo dura meses antes de
as linguiças serem cozidas em fogo baixo.
Cortadas, as entranhas se assemelham
a anéis de árvores com um distinto sabor defumado
e um aroma praticamente indescritível.
Saiba mais sobre Andouille de Guémené
famosa iguaria francesa


Fonte:
http://g1.globo.com/mundo/noticia/2014/12/conheca-a-iguaria-francesa-feita-de-25-camadas-de-intestino-de-porco.html

Equinócio | O que é Equinócio?

Equinócio significa o momento em que o sol
incide com maior intensidade sobre as regiões
que estão localizadas próximo à linha do equador.


O termo tem origem na junção
dos termos latinos aequus (igual) e nox (noite).
Quando ocorre o equinócio, o dia e a noite
têm igual duração (exatamente 12 horas).

Foto: http://wp.ufpel.edu.br/astronomia/tag/equinocio/


O equinócio ocorre durantes os meses
de março e setembro, quando há mudança de estação.
No momento do equinócio, a luz solar incide
de igual maneira sobre o hemisfério norte
e sobre o hemisfério sul.

No hemisfério sul, o equinócio que ocorre
em março (dia 20 ou 21), marca o início do outono
e o de setembro (dia 22 ou 23),
marca o início da primavera. No hemisfério norte
acontece situação inversa, em setembro
inicia o outono e em março, a primavera.

Fonte: http://www.significados.com.br/equinocio/

Esfiha | Culinária árabe e síro-libanesa

Esfiha ou esfirra é uma pequena torta assada

originária da Síria e do Líbano, e encontrada
em outros países do Oriente Médio, como a Jordânia,
Palestina e Iraque, além do Brasil e Argentina,
para onde foi levada por imigrantes
árabes (sírio-libaneses) e tornou-se
extremamente popular.

Foto: http://www.albadah.com.br/receitas-al-badah/


Existem diversas receitas de esfiha.
A forma tradicional sempre é feita
com massa de pão, assada no forno,
com recheios que podem ser de carne bovina,
carne de carneiro, queijo,
coalhada ou verduras temperadas.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Esfirra

Filhós | Doce da culinária portuguesa

Filhós, é uma especialidade gastronômica portuguesa,

muito comum nas regiões do interior do país
por altura das comemorações do Natal.

Foto: http://ac-wwwinterioridade.blogspot.com.br/2010/05/o-rei-que-gostava-de-filhos.html


É feita com farinha de trigo e ovos, por vezes também
com abóbora e raspa de laranja,
frita em azeite, ou outros óleos vegetais.
Muitas vezes é polvilhada de açúcar e canela.
Em Portugal é também conhecido
como "velhoz" ou simplesmente "fritos".

Este doce é também muito popular em algumas regiões
do nordeste brasileiro, sobretudo no período do Carnaval.
Na região seridoense do estado do Rio Grande do Norte,
é tradicional o preparo dos filhós no domingo de Carnaval.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Filh%C3%B3

Bazargan | Salada Siria de Trigo

Bazargan, é uma salada de trigo para quibe
(bulgur wheat) e uma seleção de nozes.


Foto: http://trembom.com/salada-siria-de-trigo-para-quibe-e-nozes-ou-bazargan/


Um elemento importante é o xarope de romã
ou pasta de tamarindo. Eles formam a base do molho.
A salada leva 3 tipos de nozes: nozes das de natal,
avelãs e pinoli. Além de muita salsinha.
Saiba mais sobre Bazargan
Salada Siria de Trigo


Fonte:
http://trembom.com/salada-siria-de-trigo-para-quibe-e-nozes-ou-bazargan/

Sidra | Espumante preparado com sumo fermentado de maçã

Sidra”, com S, é o espumante
com que a maioria dos brasileiros
celebra a chegada do ano-novo.
É feito de suco fermentado de maçã.


Foto: http://biobiodoalcool.blogspot.com.br/2011/01/bebidas-alcoolicas-fermentadas.html


A sidra é uma bebida preparada
com sumo fermentado de maçã.
Os seus maiores produtores são Inglaterra
(mais de metade da produção europeia, em especial
nas regiões do sudoeste e Ânglia Oriental),
Irlanda e França (sobretudo na Normandia e Bretanha).
É também bastante popular em Espanha, Alemanha,
Suíça, Brasil, Áustria, África do Sul e Austrália.

Em Portugal, para além da Região Autônoma da Madeira,
onde é muito popular e tem uma larga tradição
na freguesia de Santo António da Serra, era uma bebida
tradicional apenas no norte do país, mas mesmo aí
esse hábito tem-se vindo a perder e atualmente
tem pouca expressão, limitada sobretudo à região do Minho,
onde ainda é produzida numa escala caseira
e de forma artesanal, sendo habitual o seu consumo
em festas populares e acontecimentos locais.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Sidra

Cidra | Fruta mediterrânea

Cidra”, com C, é o fruto da cidreira.

De sabor azedo, geralmente é usado
no preparo de doces e compotas.

Cidra é uma fruta cítrica.
Parece ser uma antiga espécie selvagem,
nativa do Sudeste Asiático ou da Índia.

Foto: http://arautosdaalegria.blogspot.com.br/2012/11/frutas-que-curam-cidra.html


A cidra é ácida e azeda, tem casca espessa
e rugosa e não tem forma regular.
Contém proteínas, sais minerais,
ácido cítrico, vitaminas A, B1, B2, B5 e C.

Embora seja comestível, para fazer o compotas,
doces ou Cidra cristalizada primeiro
deve-se tirar o amargo da fruta,
deixando a casca na água por alguns dias,
inutilizando os gomos.

Clericot | Bebida alcoólica de frutas

O Clericot teve origem na França, no século XIX
e era composto por suco de limão, xerez, brandy e soda


O clericó (ou Clericot) é uma bebida alcoólica de frutas
consumida no Paraguai, Argentina e outros países
da América Latina, especialmente nos dias que cercam
as festas de final de ano (Natal e Ano Novo),
ou seja, no verão.

Foto: http://gnt.globo.com/receitas/receitas/clericot-anote-a-receita-do-drinque-feito-com-frutas.htm


É preparado pela mistura de salada de frutas cítricas
e tropicais, como laranja, melão, mamão,
maçã, abacaxi, pêssego e / ou morango),
com uma bebida alcoólica
(principalmente vinho tinto ou vinho branco ),
um pouco de açúcar e gelo . Geralmente evitado incluir
melancia entre as frutas, com base em um mito urbano
que afirma que a combinação de vinho
com melancia tem efeitos letais.

Às vezes é usado cidra em vez de vinho.

No Paraguai é tradicional preparar o Clericot
em um kambuchi (panela de barro), mas ultimamente
é costume fazê-lo em um frasco de vidro.

Fonte: http://es.wikipedia.org/wiki/Cleric%C3%B3

Passas | Uvas-passas

Passa ou uva-passa é o nome dado
a um tipo de uva especial, de tamanho menor,
que sofreu um processo de secagem.

As passas de uva surgiram como forma
de conservação das frutas, através
de um processo de desidratação,
que resulta da exposição prolongada ao sol.

Essa forma de consumir a fruta
teve origem em épocas pré-históricas.
Acredita-se que a “invenção” aconteceu
com a queda dos frutos da videira,
que depois secaram ao sol. Mais tarde,
a uva passou a ser desidratada propositalmente,
para ser armazenada e transportada em longas viagens.

Foto: http://comercomsaude.blogspot.com.br/2013/07/passas-de-uva.html


Por conta da desidratação, os compostos da fruta
que trazem benefícios para a saúde ficam
mais concentrados na uva passa.
Entre essas substâncias estão os fenólicos,
que apresentam ações específicas no corpo.
O principal efeito é atuar como antioxidante, ou seja,
proteger o corpo dos radicais livres.
Eles também contribuem na prevenção de doenças vasculares
e do infarto, além de diminuírem a sensação de fome
e contribuírem para o controle de peso.
Saiba mais sobre os benefícios das Passas ou uva-passa

Fonte:
http://www.saboremmovimento.com.br/comer-uva-passa-faz-bem/

Sorbet | Sobremesa congelada

Sobremesa congelada feita a partir
de água adoçada com aroma
(normalmente suco de frutas)

o que diferencia o sorbet,
é que não leva leite

O sorbet é uma iguaria gelada,
requintada e saborosa, utilizado
na alta gastronomia como espécie de entremets,
para limpar paladar entre um prato e outro,
como por exemplo, quando após comer carnes brancas
passa para as vermelhas em uma mesma refeição.
Atualmente também tem feito sucesso como sobremesa,
com seus sabores e texturas peliculares
e é altamente consumido no verão.

Foto: http://www.tropicaldreamsutah.com/products/sorbet/


Por ser composto basicamente por suco concentrado
de fruta, gelo e açúcar, e não ter leite e gordura,
o torna uma sobremesa altamente refrescante e leve,
sendo uma excelente opção para quem tem intolerância
à lactose dos sorvetes convencionais
ou quer uma sobremesa gelada
extremamente saborosa e de baixa caloria.

Fonte:
http://www.labasque.com.br/blog/Conheca-mais-sobre-o-Sorbet

Pisco sauer | Pisco sour | A "caipirinha" peruana

O Pisco sour, drinque mais famoso do Peru,

é uma espécie de caipirinha do país.
A base do coquetel é o pisco, águardente
com gradação alcoólica entre 38 e 48,
obtida da destilação da uva.

Foto: http://www.culturaperuana.com.br/pisco-sour/


A bebida nasceu no século 17 no vale de Ica,
próximo a um povoado chamado Pisco.
Para a fabricação da bebida, as uvas frescas passam
por cubas de fermentação por um período de
7 a 14 dias. Em seguida, o líquido
vai para o alambique para a destilação.
Para finalizar, o pisco passa
de três a nove meses em repouso.
Saiba mais sobre o Pisco sauer
A "caipirinha" peruana


Fonte:
http://culinaria.terra.com.br/receitas/bebidas/pisco-sour-conheca-a-caipirinha-peruana,d927d49ab9fbf310VgnVCM20000099cceb0aRCRD.html

Cebola | Os benefícios da cebola

A Cebola reduz o açúcar no sangue


Quanto maior a ingestão de cebola,
menor o nível de glicose encontrado
durante os testes de tolerância
oral ou intravenosa de glicose.

Evidências experimentais e clínicas
sugerem que dissulfureto de alilo propilo
é responsável por este efeito e reduz
os níveis de açúcar no sangue, aumentando
a quantidade de insulina disponível.

Foto: http://blogdotadeusa.com.br/pesquisadores-testam-no-rio-grande-do-sul-sementes-de-cebolas-de-pernambuco/


Este resultado é um aumento na quantidade
de insulina disponível para introduzir
a glicose nas células, causando
uma redução do açúcar no sangue.

Além disso, as cebolas são uma boa fonte de cromo,
o componente mineral na tolerância à glicose,
uma molécula que ajuda as células
a responderem adequadamente à insulina.
Uma xícara de cebola crua contém mais
de 20% do valor diário deste importante mineral.
Saiba mais sobre Os benefícios da cebola

Fonte:
http://www.i-legumes.com/beneficios-saude/cebola_beneficios/

Wot | Prato Nacional da Etiópia

É um ensopado picante.
Pode ser feito de carne de vaca, carneiro, galinha,
cabra, ou mesmo lentilhas ou grão de bico


É um guisado de carne e vegetais, ou apenas de vegetais.

A sua característica principal, além dos vários condimentos,
é começar por se assar cebola sem qualquer gordura,
até ficar quase seca; só nessa altura se junta a gordura
que, vai transformar a cebola numa pasta.

Foto: http://www.cimoservice.it/etiopia/cucina/wot.asp


Para os pratos de carne é tradicionalmente
uma manteiga (ou leite) fervida em fogo brando
durante várias horas com várias especiarias
(é equivalente a manteiga-de-garrafa dos brasileiros,
mas com um sabor especial), enquanto que
para os wot vegetarianos se usa óleo vegetal.

Juntamente com esta gordura, podem juntar-se
outros condimentos, como o berbere,
uma mistura à base de pimenta malagueta e açafrão indiano
para um molho menos picante, ou sem nenhum tempero.
Depois junta-se a carne (galinha, cabra ou carneiro)
ou peixe e vegetais como ervilhas, lentilhas, batatas,
cenouras e folhas de beterraba-dourada;
no caso do wot vegetariano, apenas os vegetais são cozinhados.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Wot

A diferença entre Referendo e Plebiscito

Recebem o nome de plebiscito e referendo
duas modalidades de consulta ao povo
para decidir sobre matéria de relevância nacional.

As regras de ambos os institutos estão na lei 9.709,
de 18 de novembro de 1998, que regulamenta
o artigo 14 da constituição federal.

Diferença básica.
Tanto o plebiscito como o referendo são formas
de consulta popular que ocorrem
através de votação secreta e direta.
Em ambos os tipos não há impedimento para incluir
quantas perguntas forem necessárias
em um questionário a ser respondido pela população.

Foto: http://www.asprabahia.com/?p=4350


A diferença entre o plebiscito e o referendo está
na perspectiva que cada uma privilegia da mesma questão.
No plebiscito, o cidadão se manifesta
sobre um assunto antes de uma lei ser constituída.
Quando há uma consulta popular sobre lei
que já foi aprovada pelo Congresso Nacional,
a modalidade adequada é o referendo.
Saiba mais sobre a diferença
entre Referendo e Plebiscito


Fonte:
http://www.infoescola.com/direito/diferenca-entre-referendo-e-plebiscito/

S O S Amazônia - O pulmão do mundo pede socorro







Maravilhado pelo canto do uirapurú

seduzido pelos encantos de jací

do seio da floresta

o bravo indio grita

S. O. S. Amazônia, eu estou aqui!

Que haja consciência entre os povos

para preservar essa imensidão

o verde que encanta a humanidade

gera a cobiça e provoca a devastação



Lindas amazônas guerreiras

a Mãe D’água, Iara, o Rio-mar.

o Curupira, diz a lenda                        

a mata nós devemos respeitar



Sou Garantido, Caprichoso.

na ilha de Parintins

eu sou guerreiro

pela fauna e flora do meu país

com suas dimensões continentais

de solo fértil e rico em minerais

a luz, a geração do terceiro milênio.

com lucidez defenderá essa grandeza

Gigante, és pátria, mãe gentil.

provando o seu amor à natureza



Eu sou São Roque

sou guerreiro, sou valente.

sacudindo a ‘Furquim’                          

contagiando toda gente.



(Jorge Camburão e Sereno)

Mostarda | Condimento à base de semente de mostarda

A mostarda é uma hortaliça

cujo uso é muito antigo, sendo conhecida
pelo seu sabor amargo e sua semelhança com os brócolis,
tanto no tamanho quanto na forma de suas folhas.

A planta é pertencente à família das Brassicaceae,
apresenta caule ereto, simples,
e folhas alternadas e alongadas.

Foto: https://bombayherbsspices.com.br/produto/ervas-e-especiarias/mostarda-amarela-em-sementes/


As sementes da planta são utilizadas
desde a Antiguidade, tanto
no uso culinário como medicinal.
Os egípcios usavam a mostarda
para combater problemas respiratórios.
Existem dois tipos de sementes de mostarda:
amarela e marrom. Ambos são usados na fabricação da pasta,
principal ingrediente do molho de mostarda,
sendo mais utilizados na Alemanha e França, respectivamente.
Saiba mais sobre a mostarda

Fonte: http://www.brasilescola.com/saude/mostarda.htm

A Oitava Maravilha





QUANDO A PASSARADA ANUNCIA
A MARAVILHA DE UM NOVO AMANHECER
RELUZ ENTÃO, OH CANDIDA AQUARELA.
ESSA ETERNA PRIMAVERA
QUE ABENÇOA ESSE LUGAR

DESDE OS TEMPOS DOS TAMOIOS.
OS PRIMEIROS HABITANTES, DESSA BELEZA SEM PAR.
QUE EXALA O PERFUME DAS FLORES
DOS CANTEIROS MULTICORES
UM CONVITE PARA AMAR

QUERO CONHECER UM DIA
A FAMOSA MORENINHA QUE INSPIROU O ESCRITOR
QUERO TER MEU CHÃO DE ESTRELAS
ILUMINANDO A RIBALTA COM O SILÊNCIO DO AMOR.

ESTOU SOB O ENCANTO DAS MARÉS
ÁGUAS TRANQUILAS DE YEMANJÁ           BIS
VEM, OH LUAR, VEM PRATEAR.
O NOSSO AMOR A PAQUETÁ.

QUERO ESTAR NA PONTE DA SAUDADE
TENDO A FELICIDADE
DE VIVER NESSE LUGAR
QUEM UM DIA VIU JAMAIS ESQUECE
NA LEMBRANÇA PERMANECE
E MERECE SEU VALOR

POR ISSO TRAGO NO MEU CANTO
AS BELEZAS E OS ENCANTOS
DESSE TÃO PROFUNDO CÉU

OITAVA MARAVILHA
DO MEU RIO ENCANTADOR    BIS
A TI, DEDICO MEU AMOR.

(JORGE CAMBURÃO e ELOY SETE CORDAS)

Cambuci | Fruta a nativa da Mata Atlântica

O cambuci ou cambucizeiro é uma árvore
frutífera nativa da Mata Atlântica


Os frutos, de casca verde e fina, amadurecem
entre os meses de janeiro e abril e é possível
saber que estão maduros por se tornarem mais macios
e a cor mais amarelada, além de caírem dos galhos.


Foto: http://arvoresdesaopaulo.wordpress.com/2010/03/21/o-cambuci-e-seus-frutos-desconhecidos/


As bagas têm aproximadamente 6cm de diâmetro, de polpa cremosa,
suculenta e de poucas sementes, além de extremamente ácidos.
Apesar de não serem do tipo de fruta consumida in natura,
possui perfume e sabor característicos que o faz um popular
aromatizante da cachaça desde o período colonial,
uma de suas principais aplicações até hoje.

Fonte de agentes antioxidantes e taninos,
que combatem os radicais livres, o fruto ajuda
a retardar o envelhecimento e fortalecer o sistema imunológico,
além de ser rico em fibras e vitamina C.

O cambuci também é bastante apreciado por animais como o jaú,
pacas, macacos e tucanos, no entanto a dispersão de sementes
através destes animais frugívoros não acontece em um ritmo
adequado para a mantenabilidade da espécies nas matas.
Saiba mais sobre o Cambuci
Fruta a nativa da Mata Atlântica


Fonte: http://www.infoescola.com/frutas/cambuci/

Hot dog | Comida típica dos Estados Unidos

Hot dog ou cachorro-quente
é uma comida típica dos Estados Unidos

em que se coloca uma salsicha
ou mais dentro de um longo pão sovado.

Nos Estados Unidos, o preparo típico
do hot dog é colocando a salsicha
com o molho agridoce, picles à base
de pepino, mostarda e ketchup.

Também são muito utilizados
o chucrute (repolho azedo) e o chili,
espécie de massa de feijão com carne moída picante.
No Brasil, a forma de se fazer o cachorro-quente
depende da região do país,
o picles não é muito popular.

Foto: http://www.dairyqueen.com/us-en/Menu/Food/Hot-Dog/?localechange=1&


Existem três teorias sobre
o surgimento desse peculiar sanduíche:

A mais conhecida é a de um açougueiro de Frankfurt,
na Alemanha. Em 1852, ele resolveu batizar
as salsichas que fabricava com o
nome de seu cachorro dachshund.
Um imigrante alemão, Charles Feltman,
levou essa salsicha para os Estados Unidos em 1880.
Lá, criou um sanduíche quente com pão, salsicha e molhos.

Em 1904, na cidade de Saint Louis, nos Estados Unidos,
um vendedor de salsicha quente criou uma maneira
dos seus fregueses não queimarem a mão.
A quem comprasse suas salsichas, ele
oferecia luva de algodão limpíssima.
Só que os clientes se esqueciam de devolvê-las
e ele acabava tendo prejuízo. Seu cunhado,
que era padeiro, sugeriu que o salsicheiro pusesse
as luvas de lado e começasse a usar pão.

No Brasil, por volta de 1926, o empresário Francisco Serrador,
que idealizou a famosa Cinelândia, no centro da cidade
do Rio de Janeiro, lança o cachorro-quente em seus cinemas.
A novidade inspirou Lamartine Babo e Ary Barroso,
a criarem em 1928, a marchinha de carnaval "Cachorro-Quente".

E a partir de 1945, depois da Segunda Guerra Mundial,
quando o Brasil passou a sofrer grande influência
da cultura americana, o cachorro-quente conquistou
definitivamente espaço nesse país.
saiba mais sobre o hot dog
comida típica dos Estados Unidos


Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Cachorro-quente

08 samba do crioulo falado - Jorge camburão e Colorido


SAMBA DO CRIOULO FALADO


EU ERA UM CRIOULO
FALADO E COM MUITA RAZÃO
VIVIA CRIANDO TUMULTO
SEM MOTIVAÇÃO

LUTEI PRA VIVER
SOFRI POR PRAZER
NÃO QUIS,
MAS PERDI VOCÊ

NO MORRO
JÁ ERA BEM GRANDE
A MINHA "PICHAÇÃO"
POIS EU SÓ VIVIA
JOGADO NO CAMBURÃO

AGORA EU MUDEI
MUDEI PRA MELHOR
TENHA PENA DE MIM
MEU BEM TEM DÓ

E HOJE EU CANTO
CANTO, CANTO
CANTO PRA ESQUECER
TODA A MINHA MOCIDADE
ONDE EU PERDI VOCÊ.

(JORGE CAMBURÃO e COLORIDO)

Hambúrguer | Espécie de sanduíche de carne

O hambúrguer é uma espécie de sanduíche
de carne (quase sempre bovina)
moída e cozida (frita, grelhada, etc)



O hambúrguer, apesar de tido e havido
como uma instituição norte-americana, só chegou ao país,
pelas mãos de imigrantes alemães,
vindos dos arredores de Hamburgo.

A história deste bife de carne moida
começou no fim do século XVII, quando tribos nômades
da Ásia Ocidental desenvolveram a técnica de temperar
a carne bovina, finamente picada,
a fim de evitar seu perecimento.
A iguaria teve bastante aceitação, uma vez que
dispensava o manuseio do fogo nos acampamentos.

Foto: http://cybercook.com.br/receita-de-hamburguer-simples-r-13-3600.html


Marinheiros alemães que faziam a rota do Báltico
conheceram a receita, porém,
torceram o nariz para a carne crua. Levaram, então,
a idéia para casa, mas passaram a cozinhar a carne.
O sucesso foi tal que rapidamente
virou um prato típico da culinária alemã.

No século XIX, quando a América recebia
seus novos descobridores, os navegadores que partiam
da cidade alemã de Hamburgo traziam
a tradicional receita, que recebeu o nome de
hamburg style steak (bife ao estilo hamburguês).
Os americanos aperfeiçoaram a receita, acrescentando o pão.
Hoje, o hambúrguer é um ícone da culinária americana.

Mas vale enfatizar, que ninguém sabe ao certo
à verdadeira história da origem do tão famoso hambúrguer
que pode ser encontrado nos mais diversos lugares do mundo,
há hipóteses distintas, mas que seguem o mesmo princípio básico:
primeiramente era apenas pão e carne e com o passar dos anos
foi ganhando aperfeiçoamentos e ingredientes a mais.

Em 1836, no restaurante Del Monico’s, em Nova Iorque,
o hambúrguer ganhou, pela primeira vez, estatuto de iguaria
e passou a constar no cardápio
- entre duas fatias de pão, já em formato de sanduíche.
Saiba mais sobre o hambúrguer
Espécie de sanduíche de carne


Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Hamb%C3%BArguer

Araçá | Fruta do Pantanal

É uma fruta pequena, tipo baga,
arredondada, de cor amarelada, predominando
o alaranjado e o amarelo-claro.

Polpa esbranquiçada, adocicada, sendo
pouco ácida, suculenta, aromática e adocicada.
Contêm muitas sementes reniformes em seu interior.
Os frutos atraem muitas espécies de pequenos pássaros.

O araçá tem o seu sabor
lembrando um pouco o da goiaba, embora seja
um pouco mais ácido e de perfume mais acentuado.
Tem, também como a goiaba, a polpa macia
e cheia de sementes sendo, porem, a maioria
de suas variedades comuns menos carnuda
e menos valiosa economicamente.

Foto: http://saberesnativos.wordpress.com/2013/09/14/256/


É usado no preparo de sorvetes e refrescos
e também de um doce muito parecido com a goiabada.
De sabor delicioso também são consumidos ao natural.
Quanto ao aspecto nutritivo,
o araçá possui vitamina A, B, C, além de
altas taxas de proteína e carboidratos.

A espécie apresenta potencial para conquistar
um lugar de destaque no mercado nacional e internacional,
principalmente como refresco natural, podendo ainda ser
comercializada como polpa congelada ou suco engarrafado.

Fonte: http://www.arara.fr/BBARACA.html

Goiaba serrana | Feijoa

Fruto originário das terras altas do sul do Brasil,
leste do Paraguai, Uruguai e norte da Argentina.


Foto: http://www.senado.gov.br/senado/portaldoservidor/jornal/jornal97/nutricao_feijoa.aspx


O fruto amadurece no outono e é de coloração verde,
com o tamanho de um ovo de galinha e de forma elipsóide.
Tem um sabor agradável, aromático e doce.

A polpa é sumarenta(Que tem bastante sumo ou suco),
dividindo-se numa parte mais gelatinosa,
onde estão as sementes, e uma parte mais firme
e levemente granulada junto à casca.

O fruto cai da árvore quando maduro,
mas pode ser colhido antes,
de modo a não ficar danificado.
A polpa granulada junto à casca
pode ser utilizada como esfoliante.
Saiba mais sobre a Goiaba serrana.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Feijoa

Halo-halo | Sobremesa Filipina.

Uma mistura colorida de frutas,

leite evaporado, gelo raspado,
feijão vermelho e sorvete,
esta sobremesa não pode
ficar pra trás sem ser degustada.

Foto: http://antesdemorrer.com.br/halo-halo/

Halo-halo é uma sobremesa popular das Filipinas

feita com uma mistura inusitada de vários ingredientes.
Além das descritas acima, pode conter também
batatas carameladas, gelatina, tapioca,
nata de coco, jaca, entre outras comidinhas.

A “montagem” da sobremesa é feita com as frutas
no fundo de um copo alto(ou cumbuca) seguido do gelo raspado.
Então é polvilhado com açúcar
e coberto com leite, inhame roxo ou sorvete.
O leite evaporado é derramado
sobre a mistura antes de servir.

Fonte: http://antesdemorrer.com.br/halo-halo/

Leite evaporado | Não possui açúcar.

O leite evaporado surgiu da necessidade
de facilitar o transporte
e o armazenamento do leite.


Foi o norte-americano Gail Borden que,
tentando desidratá-lo, descobriu que,
antes de transformar-se em leite em pó,
o produto se tranformava em leite condensado.

Foto: http://ensaiosculinarios.blogspot.com.br/2010/06/tarte-cremosa.html


A invenção de Borden, patenteada em 1856,
só foi valorizada quando estourou
a Guerra Civil Americana, quatro anos depois.

Transportando leite em pó e leite vaporizado
para as tropas, e depois colocando
esses produtos no mercado - Gail Borden ficou rico.

O leite evaporado é distinto do leite condensado
por não possuir açúcar, mas em ambos
cerca de 60% da água é tirada por evaporação.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Leite_evaporado

Gohan | Arroz Branco Japonês

Receita de Arroz Branco Japonês (Gohan)


Foto: http://tomatepoema.com.br/minhas-dicas-e-truques/gohan-arroz-japones/

Elemento básico e essencial da cozinha japonesa.

Diariamente degustado sem tempero algum,
podendo num passe de mágica
transformar-se em diversos tipos de sushis.
Saiba mais sobre a Receita
de Arroz Branco Japonês (Gohan)


Fonte:
http://www.tnh.com.br/culinaria/receita/gohan/receita-arroz-branco-japones-gohan.html

Ambrosia | O Manjar dos Deuses do Olimpo

A ambrosia, ambrôsia ou ambrósia,
também chamado de Manjar dos Deuses do Olimpo,

era um doce com divinal sabor, alguns diziam
que tinha o poder de cura e se
um mortal comum o comesse ele morreria.


Conta a história que, quando os deuses o ofereciam
a algum humano, este, ao experimentá-lo,
sentia uma sensação de extrema felicidade.

Foto: http://www.cozinhasitatiaia.com.br/blog/aprenda-a-fazer-a-tradicional-ambrosia


O nome Ambrósio, que vem da mesma raiz,
significa divino e imortal.
Conforme a mitologia grega, esse manjar
era tão poderoso ao ponto de ressuscitar qualquer um,
bastava apenas que alguém pusesse em sua boca.

É também o nome de um doce originário
da Península Ibérica, popular também no
interior do Brasil, feito de leite,
ovos e açúcar. No Brasil, também é
conhecido como doce de ovos. Porém há variáveis.

Segundo alguns mitos, se semideuses consumirem
exageradamente e em excesso explodirão em chamas.

Segundo a Mitologia grega era o alimento
dos deuses olímpicos enquanto o néctar
seria sua bebida, ambos tem fragrância
e poderiam ser usados como perfume.

Fonte:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Ambrosia

Banku | Culinária de Gana

Banku é um dos alimentos básicos
consumidos por todas as tribos que habitam Gana.


É uma massa fermentada de milho e mandioca
misturadas proporcionalmente e cozida
em água quente, transformada em uma pasta
consistente esbranquiçada suave.

Foto: https://www.flickr.com/photos/bridgettebubble/6366093579/


É servido com peixe grelhado, peixe ensopado,
ou outro tipo de ensopado, sopa, guisado
ou um molho de pimenta com peixes.

Fonte:
http://www.ghanaweb.com/GhanaHomePage/food/banku.html

Falafel | Salgadinho originário do Oriente médio

Bolinho frito de grão de bico e favas,
originário do Oriente médio


Falafel é um salgadinho originário do Oriente médio.
Consiste em bolinhos fritos
de grão-de-bico ou fava moídos,
normalmente misturados com condimentos
como alho, cebolinha,
salsa, coentro e cominho. Muitas vezes,
são consumidos em pão pita, com homus
(pasta de grão-de-bico),
tahine (pasta de gergelim) e salada
(tomate, pepino, cebola e alface).
Hoje, o falafel é consumido em todo o mundo.

Foto: http://homecookinginmontana.blogspot.com.br/2010/09/israeli-falafelgluten-free.html


O falafel tornou-se popular entre os vegetarianos
e vegans* como uma alternativa
à carne de alimentos de rua.
Embora tradicionalmente considerados
como "hambúrgueres vegetarianos", o seu uso
tem se expandido à medida que mais e mais pessoas
o adotam como fonte de proteína. Nos Estados Unidos,
a versatilidade do falafel permitiu a reformulação
de receitas para bolo, espaguete
e almôndegas em pratos vegetarianos.

vegans*: Veganismo é uma filosofia de vida motivada
por convicções éticas com base nos direitos animais,
que procura evitar exploração ou abuso dos mesmos,
através do boicote a atividades
e produtos considerados especistas.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Falafel

Nasi lemak | Culinária da Malásia.

É o prato nacional na Malásia,

refeição simples, mas muito gratificante.


É basicamente arroz cozido no leite de coco,
acompanhado com ovo cozido ou frito, anchovas,
pepino e sambal (pasta de pimentão).

Foto: http://www.healthworks.my/nasi-lemak-breakfast-ideas/


A carne ou frutos do mar são geralmente adicionados
para um acompanhamento extra. É o prato nacional na Malásia
e pode ser consumido a qualquer hora do dia.

Fonte: http://en0ughsaid.wordpress.com/2011/01/25/i-miss-nasi-lemak/

Pikilia | Culinária da Grécia

Um dos pratos mais populares
em toda a Grécia é o Pikilia


Pikilia é um prato servido em restaurantes gregos
contendo uma variedade de produtos típicos.


Foto: http://www.globaljaunts.com/2010/05/18/athens-on-4th-ave-greek-restaurant-tucson-az/


Muitas vezes, os Pikilia incluem pedaços de carne
como carne de porco, frango, carneiro, salsicha, etc...,
peixe ou frutos do mar,
como polvo, lula, camarão, etc...

O Pikilia é sempre acompanhada por batatas fritas,
bolinhos de vegetais, salada de legumes, como tomate e pepino,
e os conhecidos molhos picantes gregos,
tzatziki (para a Pikilia de carne) ou taramosalata (para peixes).

O Pikilia é um prato muitas vezes servido como um prato único.

Macadâmia | Castanha nativa da Austrália

A noz de origem australiana,
ainda pouco consumida pelos brasileiros,
se mostra uma excelente opção
para vegetarianos em geral.

Descubra os poderes naturais da macadâmia e delicie-se.


As primeiras sementes selvagens de macadâmia
foram encontradas nos estados australianos
de Bauple e Queensland, mas foi no Havaí
que ela se popularizou depois que chegou
por volta de 1880, levada por biólogos.

Foto: http://www.saboremmovimento.com.br/voce-conhece-os-beneficios-da-macadamia/


Atualmente, o país, famoso por suas ondas perfeitas,
é o campeão de produção dessas nozes.
De acordo com o Serviço de Estatísticas de Agricultura
do Havaí (HASS), em 2007 o país possuía
570 fazendas que produziam 19 mil toneladas a cada ano.
Saiba mais sobre da Macadâmia
Castanha nativa da Austrália


Fonte:
http://www.cantinhovegetariano.com.br/2007/05/macadamia.html

Proteína do soro do leite | Whey protein

Whey Protein é o nome comercial da proteína
derivada do soro do leite, que é extraída
durante o processo de fabricação do queijo.


A proteína do soro do leite
é uma mistura de proteínas globulares isoladas
a partir de soro de leite, uma substância líquida
obtida durante a produção de queijo.

Foto: http://comotomarwheyprotein.com.br/


Os efeitos da proteína do soro do leite
estão atualmente a ser investigados
enquanto possível forma de redução do risco
ou tratamento complementar de diversas doenças.

Alguns ensaios pré-clínicos em roedores sugerem
que a proteína do soro do leite pode possuir
propriedades anti-inflamatórias ou anti-cancerígenas.

A proteína do soro do leite é geralmente comercializada
e ingerida na qualidade de suplemento alimentar.
A comunidade de medicina alternativa alega que
a substância apresenta vários benefícios para a saúde.

Embora a proteína do soro do leite seja o elemento
responsável por algumas das alergias ao leite,
os principais alergénios do leite são as caseínas.

Fonte:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Prote%C3%ADna_do_soro_do_leite

Mazamorra | Alimento popular em diversos países latino-americanos

Mazamorra (ou masa mora) é um alimento
a base de milho (angu de milho)
muito comum em países latino americanos.


Na Colômbia é conhecido como "Peto"
e no Paraguai, seu nome é "kaguyjy" (em língua Guarani),
feita com uma variedade nativa de milho
e dependendo dos ingredientes adicionados,
é uma das principais sobremesas paraguaias.

Foto: http://es.wikipedia.org/wiki/Mazamorra


No Peru, o milho é cozido com abacaxi, canela
e farinha de batata doce e compõe um dos pratos da
"Festa do Senhor dos Milagres" que ocorre em outubro.
Na Costa Rica é um mingau de milho, cozido com leite e baunilha
e em Porto Rico, o mazamorra é um creme de milho.
Na República Dominicana, mazamorra significa purê de abóbora.

Na Espanha o mazamorra é conhecido como uma sopa fria
e em alguns províncias a sopa é combinada com legumes fritos.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Mazamorra

Quilates | O que é quilate?

Um quilate é uma unidade de peso
para diamantes e outras pedras preciosas.


Quando se refere ao ouro,
o quilate é uma unidade de pureza.
Ouro 24 quilates é ouro puro.
Geralmente, o ouro é misturado com metais
como o cobre ou prata para fazer jóias,
porque o ouro puro é muito mole.

Foto: http://www.wmjoias.com.br/noticia/o-que-e-ouro-18-quilates


Cada quilate indica 1/24 do todo.
Se uma jóia é feita de metal
que tem 18 partes de ouro
e 6 partes de cobre ela é de ouro 18 quilates.

De onde veio essa unidade de pureza tão engraçada?
Acontece que uma moeda de ouro alemã chamada marco
era comum há cerca de mil anos.
Ela pesava 24 quilates (4,8 gramas).
A pureza do ouro na moeda foi expressa
com o número de quilates de ouro
presente nessa moeda de 24 quilates.
Saiba mais sobre O que é quilate?

Fonte: http://ciencia.hsw.uol.com.br/questao64.htm

kiribath | Arroz com leite | Culinária do Sri Lanka

Kiribath é um prato essencial
para qualquer momento auspicioso


Kiribath é um prato da culinária do Sri Lanka,

cujo nome significa "arroz com leite",
uma vez que é preparado cozendo arroz
em leite-de-coco muito concentrado,
e é um dos pratos típicos do Ano Novo Cingalês.

Foto: http://en.wikipedia.org/wiki/Kiribath


Não é doce e é muitas vezes servido com "lunu miris",
uma mistura de cebola vermelha finamente picada,
malagueta e sumo de limão, ou com "panipol",
um doce feito com coco partido em palitos,
caramelizados em jagra e baunilha.
Saiba mais sobre o Kiribath
prato da culinária do Sri Lanka


Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Kiribath

Acento Circunflexo | Usado na representação das vogais fechadas

Ele é fundamental para determinar a sílaba tônica,

mas essa não é sua única função, pois
ele também é usado para indicar a forma que as vogais
devem ser pronunciadas, ou seja,
com som aberto ou fechado.
Por isso, existem dois acentos gráficos
em português, o agudo e o circunflexo.

Foto: http://www.soniamoura.com.br/?p=779


O nome circunflexo é difícil, por isso é comum
os professores chamarem-no de chapeuzinho (^).
Ele é usado sobre as vogais 'a', 'e', 'o'
para marcar que a pronúncia da vogal deve ser fechada.

Um exemplo clássico para definir
a diferença de pronúncia são as palavras: vovô e vovó.
Quando o circunflexo é usado, ele faz com que
o som da vogal seja emitido de forma fechada.
Saiba mais sobre o acento circunflexo

Seu uso tem sido bastante reduzido
como conseqüência das reformas ortográficas.


Fonte: http://www.escolakids.com/acento-circunflexo.htm

Prime Rib | Corte oriundo da costela do boi

Prime Rib é um corte oriundo da costela do boi
e é considerado a parte mais saborosa da costela.


Vindo dos Estados Unidos, o Prime Rib
ganhou o paladar do brasileiro e é encontrado
em restaurantes mais finos de todo o país.

Foto: http://www.t-bone.org.br/index.php/cortes/noite-cultural-2-21/prime-rib/


O segredo do bom corte está na compra.
Você deve comprar em um açougue
de procedência e padrões de qualidade.
A carne nobre é extraída e, com um único boi,
é possível tirar de três
a quatro pedaços apenas de Prime Rib.

O tempero universal para as carnes
continua sendo o sal grosso, podendo ser triturado.
JAMAIS USAR SAL REFINADO (sal de cozinha).
É só deixar a carne descansando
por dez minutos com o sal e grelhar.

Outra dica importante é virar a carne somente uma única vez.

Fonte:
http://www.t-bone.org.br/index.php/cortes/noite-cultural-2-21/prime-rib/

Coco-de-catarro | Coco-baboso | Coco-de-espinho

Fruto comestível, de sua amêndoa
se extrai um óleo fino semelhante ao da oliveira.
Seu óleo é também uma das principais
fontes para a produção de biodiesel.


A frutificação ocorre
entre três e cinco anos de idade.
O cacho pode ter até 60 quilos e a palmeira
produz de quatro a seis cachos por ano.
A espécie pode sobreviver por 100 anos
mas seu plantio ainda é difícil.

Foto: http://cuiabadechapaecruz.blogspot.com.br/p/o-que-significa.html


O óleo da Bocaiúva, além do uso alimentício,
é de excepcional qualidade para uso industrial.
Alguns estudos apontam para
provável utilização comercial para os dois usos.
É também considerada de alto valor
nutritivo para alimentação de gado.

Em Cuiabá o fruto é muito apreciado
principalmente pelas crianças e também
é conhecida como "chiclete cuiabano".
Saiba mais sobre bocaiúva, coco-de-catarro,
coco-baboso, coco-de-espinho


Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Coco-de-espinho

Caldo verde | Famosa sopa portuguesa

O caldo verde é uma sopa de couve galega,
tipicamente do norte de Portugal continental,

mas muito divulgada por todo o país
- é provavelmente a mais famosa sopa portuguesa.

É uma sopa geralmente espessa
e de cor predominantemente verde, uma vez que
é feita com couve cortada às tiras bastante finas.

O Caldo Verde foi nomeado
uma das 7 Maravilhas da Gastronomia de Portugal.


Foto: http://www.doceculinaria.com/2014/07/caldo-verde-claudius-grill.html


Para uma degustação típica minhota*
a sopa é servida em tigelas de barro,
regada com um fio de azeite, acompanhada
das rodelas de chouriço e uma fatia de broa de milho.
Devido à sua simplicidade e leveza come-se
no início da refeição ou numa ceia tardia.

Minhota*: típico da região do Minho, no norte de Portugal

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Caldo_verde

Istmo | O que são istmos?

Um istmo é uma porção de terra estreita
cercada por água em dois lados
e que conecta duas grandes extensões de terra.


Os istmos são bons lugares para construções de canais.
O mais conhecido de todos é o Canal do Panamá,
que está entre o Oceano Pacifico e o Oceano Atlântico.
O Canal do Panamá é uma das mais importantes
linhas de comercio internacional.

Foto: http://clikaki.com.br/o-que-sao-istmos/


As construções de canais em istmos permitem
que os navios encontrem
menores percursos para chegar o seu destino.

Outro canal conhecido é o Suez,
que liga a Europa e a Ásia sem a necessidade
de se contornar a África, pelo cabo de Boa Esperança.
saiba mais sobre o que são istmos?

Fonte: http://clikaki.com.br/o-que-sao-istmos/

Khash | Prato típico da Armênia

É apreciado no início da manhã
com boas quantidades de vodka.


Khash é uma sopa típica da Armênia,

que consiste em ferver em água,
durante cerca de 24 horas,
pedaços de perna de vaca ou de carneiro
com temperos até obter um caldo forte e aromático.

Foto: http://en.wikipedia.org/wiki/Khash_(dish)


No passado era um alimento de inverno,
agora é considerado uma iguaria, e é apreciado
como uma refeição festiva do inverno, geralmente
por um grupo de homens que se sentam
em torno de uma mesa, no início da manhã.

Plâncton | Base da cadeia alimentar dos ecossistemas aquáticos

Organismos animais e vegetais
incapazes de vencer os movimentos do mar

O plâncton encontra-se na base da cadeia alimentar
dos ecossistemas aquáticos, uma vez que serve
de alimentação a organismos maiores.


O Plâncton é formado por organismos
uni ou pluricelulares, em sua grande
maioria microscópica, que flutuam
com pouca capacidade de locomoção
nos oceanos e mares, na superfície
de águas salobras, doces ou lagos.

Alguns invertebrados, as medusas e o Krill
são exemplos de plânctons macroscópicos,
ou seja, podem ser vistos a olho nu.

O plâncton é a base
da cadeia alimentar do ecossistema aquático.


Foto: http://pt.wikipedia.org/wiki/Pl%C3%A2ncton


O plâncton é encontrado, geralmente,
na zona costeira de mares e oceanos,
a alguns metros da superfície. Via de regra,
formam camadas que podem ter quilômetros de comprimento,
mas geralmente têm apenas alguns metros de espessura.

Estudos recentes indicam a importância do plâncton
(especificamente do fitoplâncton)
na captação de gás carbônico da atmosfera
e na produção de oxigênio. Segundo tais pesquisas,
o plâncton é a maior fonte de oxigênio, responsável
pela maior parte do mesmo na atmosfera. Porém,
essa diversidade é extremamente sensível
a mudanças ambientais, como poluição
e variações de temperatura nos mares e oceanos.

Saiba mais sobre plâncton
Base da cadeia alimentar dos ecossistemas aquáticos
.

Fonte: http://www.infoescola.com/biologia/plancton/

Pequi | Fruto típico do Cerrado

fruto típico do Cerrado, cuja nomenclatura
vem do Tupi e significa “pele espinhenta”.


Fruto é muito utilizado na culinária sertaneja


O pequizeiro é uma árvore de copa frondosa
que pode chegar a 12 metros de altura.
Suas folhas são grandes, cada uma composta
por três grandes folíolos, cobertos
por uma penugem e com as pontas entrecortadas.

Foto: http://blogdobanu.blogspot.com.br/2011/12/pequi-macio-espinhento-afrodisiaco.html


Já seu fruto possui o tamanho aproximado
de uma maçã e uma casca verde.
No seu interior, existe um caroço revestido
por uma polpa comestível macia e amarela.
Embaixo da polpa há uma camada de espinhos muito finos,
por isso ao roer o pequi cozido, é preciso ter cuidado.

Por baixo dos espinhos
há uma amêndoa macia e muito saborosa.
A época de produção dos frutos é de novembro a janeiro.
A germinação do pequi pode demorar até um ano,
mas menos da metade dos caroços germinam.
Saiba mais sobre o pequi
fruto típico do Cerrado brasileiro
.

Fonte: http://www.cerratinga.org.br/pequi/

Koubo | Extrato de um Fruto do agreste brasileiro

Conhecido como o ''doce do deserto''

o koubo é uma fruta muito popular
no agreste brasileiro, utilizada na culinária do norte
e nordeste do país no preparo de doces e geléias.

Foto: http://www.sanissimo.info/public/post/koubo-esta-fruta-pode-fazer-emagrecer--88.asp


Koubo consiste num composto natural
obtido através de um cacto da espécie dos epífitos
chamado Pitaia (pitaya),
utilizada na culinária do nordeste do Brasil
e conhecida como o doce que emagrece,
por ser muito saboroso e ter uma ação
moderadora do apetite e redutora de gorduras.

Bulgogi | Cozinha coreana

Bulgogi é um dos pratos de carne mais populares da Coréia


Bulgogi é um prato típico da cozinha coreana,

preparado de carne marinada grelhada em molho de soja,
alho picado e semente de gergelim, e servido com verduras.

Foto: http://www.trifood.com/bulgogi.asp


Bulgogi é feito de fatias finas de lombo
ou outros principais cortes de carne.
Antes de cozinhar, a carne é marinada para
melhorar o seu sabor e maciez com uma mistura
de molho de soja, açúcar, óleo de gergelim,
alho, pimenta e outros ingredientes tais como
cebolinha, gengibre, cebola ou cogumelos,
especialmente cogumelos brancos.
Às vezes, macarrão é adicionados ao prato,
que varia de acordo com a região e receita específica.

Cajuzinho | Um doce brasileiro

Cajuzinho é um doce brasileiro
feito de amendoim, comum em festas de aniversário.


No Sul, Centro-Oeste, e no Sudeste do Brasil,
o doce é preparado com uma massa de amendoim torrado
e moído, sem pele, mais leite condensado e margarina.

Foto: http://mdemulher.abril.com.br/blogs/anamaria-receitas/2012/07/03/especial-festas-receitas-de-cajuzinho-e-bicho-de-pe-para-a-sua-festa/


Depois, é enrolado e moldado na forma
de um caju em miniatura, muitas vezes
com uma castanha na base para simular a fruta,
e finalmente envolvido em açúcar (cristal ou refinado).

Em estados do Norte e Nordeste, porém, a massa
é feita com polpa do próprio caju,
adquirindo um gosto completamente distinto.
Há algum tempo que o doce como é preparado nas regiões Sul
e Sudeste do Brasil se popularizou também nos estados
da região Nordeste, mas no lugar da castanha,
se prefere usar um amendoim torrado.
Já no Distrito Federal o doce é preparado com
amendoim torrado e moido sem pele, mais leite condensado
e chocolate em pó dando a ele uma cor
bem mais escura e um sabor marcante dando
o mesmo formato dos outros com o amendoim no topo.

É usualmente servido em forminhas corrugadas de papel.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Cajuzinho