Plâncton | Base da cadeia alimentar dos ecossistemas aquáticos

Organismos animais e vegetais
incapazes de vencer os movimentos do mar

O plâncton encontra-se na base da cadeia alimentar
dos ecossistemas aquáticos, uma vez que serve
de alimentação a organismos maiores.


O Plâncton é formado por organismos
uni ou pluricelulares, em sua grande
maioria microscópica, que flutuam
com pouca capacidade de locomoção
nos oceanos e mares, na superfície
de águas salobras, doces ou lagos.

Alguns invertebrados, as medusas e o Krill
são exemplos de plânctons macroscópicos,
ou seja, podem ser vistos a olho nu.

O plâncton é a base
da cadeia alimentar do ecossistema aquático.


Foto: http://pt.wikipedia.org/wiki/Pl%C3%A2ncton


O plâncton é encontrado, geralmente,
na zona costeira de mares e oceanos,
a alguns metros da superfície. Via de regra,
formam camadas que podem ter quilômetros de comprimento,
mas geralmente têm apenas alguns metros de espessura.

Estudos recentes indicam a importância do plâncton
(especificamente do fitoplâncton)
na captação de gás carbônico da atmosfera
e na produção de oxigênio. Segundo tais pesquisas,
o plâncton é a maior fonte de oxigênio, responsável
pela maior parte do mesmo na atmosfera. Porém,
essa diversidade é extremamente sensível
a mudanças ambientais, como poluição
e variações de temperatura nos mares e oceanos.

Saiba mais sobre plâncton
Base da cadeia alimentar dos ecossistemas aquáticos
.

Fonte: http://www.infoescola.com/biologia/plancton/

Postar um comentário