Saci | Matita perê | Lenda do folclore brasileiro

O Saci-Pererê é uma lenda do folclore brasileiro
e originou-se entre as tribos indígenas do sul do Brasil.


Foto: http://www.alemdaimaginacao.com/Relatos%202P/a_visita_do_saci.html


O saci possui apenas uma perna, usa um gorro vermelho
e sempre está com um cachimbo na boca.
Inicialmente, o saci era retratado como um curumim endiabrado,
com duas pernas, cor morena, além de possuir um rabo típico.

Com a influência da mitologia africana, o saci se transformou
em um negrinho que perdeu a perna lutando capoeira, além disso,
herdou o pito, uma espécie de cachimbo, e ganhou
da mitologia europeia um gorrinho vermelho.
Saiba mais sobre o Saci pererê, Matita perê
uma lenda do folclore brasileiro.


Fonte: http://www.brasilescola.com/folclore/saci-perere.htm

Xiaolongbao | Cozinha chinesa

É difícil escolher só um prato
com toda a variedade gastronômica chinesa,
mas o xiaolongbao é certamente
uma das iguarias mais apreciadas.


Foto: http://www.absolutechinatours.com/china-cuisine/Xiaolongbao.html


Original de Xangai, esses bolinhos
são geralmente recheados com algum tipo
de caldo de carne e sopa, cozidos
no vapor, em uma cesta de bambu.
São servidos quentes nas cestas
de bambu em que foram cozinhados

Fonte:
http://veja.abril.com.br/noticia/mundo/os-melhores-pratos-para-experimentar-em-diferentes-paises

Pastel de Belém | Pastel de nata | Doçaria portuguesa

Os pastéis de nata ou pastéis de belém são uma das mais populares especialidades da doçaria portuguesa.


Foto: http://alfamaalimentos.com.br/pastel-de-belem/


Embora se possam saborear pastéis de nata
em muitos cafés e pastelarias,
a receita original é um segredo
exclusivo da Fábrica dos Pastéis de Belém, em Lisboa.
Aí, tradicionalmente, os pastéis de Belém comem-se
ainda quentes, polvilhados de canela e açúcar em pó.

O Pastel de Belém foi eleito em 2011
uma das 7 Maravilhas da Gastronomia de Portugal.

Em 1837, em Belém, próximo ao Mosteiro dos Jerónimos,
numa tentativa de subsistência, os clérigos do mosteiro
puseram à venda uns pastéis de nata. Nessa época,
Belém e Lisboa eram duas localidades distinctas
com acesso assegurado por barcos a vapor.
A presença do Mosteiro dos Jerónimos
e da Torre de Belém atraíam inúmeros turistas que
contribuíram para difundir os pastéis de Belém.
Saiba mais sobre os pasteis de belém
especialidade da doçaria portuguesa.


Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Pastel_de_nata

Poutine | Prato da cozinha canadense

Poutine é um prato da culinária canadense,

originário da província de Quebec,

feito com batatas fritas e coalhada de queijo
coberto com um molho de carne castanho claro.

Foto: https://en.wikipedia.org/wiki/Poutine


Batatas fritas cobertas com molho de carne e queijo.

Essa mistura de batatas fritas com molho de carne
e queijo derretido pode ser saboreado
em vários restaurantes e até em fast food.

Currywurst | Prato de fast-food alemão

O Currywurst é um típico prato de fast-food alemão


O popular prato de fast-food
é feito com Bratwurst (salsicha) frita ou cozida no vapor,
temperada com ketchup picante e servida com batatas fritas.


Foto: http://offclouds.com/328377-currywurst.html


Currywurst é um prato de fast-food alemão.
Ele consiste basicamente em salsicha de porco cortada
e temperada com ketchup ao curry.
O currywurst surgiu após a Segunda Guerra Mundial, em 1949,
quando Herta Heuwer temperou salsicha de porco grelhada
com ketchup e pó de curry, tendo obtido
este último com soldados ingleses.

Em um cenário de destruição e privação resultante da guerra,
ela iniciou a venda dessa barata "comida de rua",
que com o tempo ganhou o paladar alemão. Tradicionalmente,
o currywurst pode ser servido com batatas fritas
ou com pão (até certo ponto parecido
com o pão francês consumido no Brasil).
A combinação da salsicha com o curry e o ketchup
é muito popular na Alemanha, sendo esse
um alimento de rua e também uma refeição caseira.

O prato é servido normalmente em um recipiente de papel,
poliestireno ou plástico, sendo consumido
com um pequeno garfo de madeira ou de plástico.

Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Currywurst
http://veja.abril.com.br/noticia/mundo/os-melhores-pratos-para-experimentar-em-diferentes-paises

Kirsch | Bebida produzida na região da Floresta Negra, Alemanha

kirsch tem sabor suave, é amplamente
utilizado na elaboração de drinques e sobremesas


Kirsch ou quirche é uma bebida resultante
da destilação de suco fermentado
de uma cereja negra, típica da Alemanha.

Foto: http://www.martinsofflicence.ie/bols-kirsch/


Apresenta coloração muito clara, pois não é
envelhecida em carvalho, e ao contrário
dos licores de cereja, não é doce.

É usualmente servida como aperitivo gelado,
mas nos países germânicos é comum servi-la após a refeição e,
dependo da qualidade do produto, em temperatura ambiente.

Faz ainda parte da receita de fondue de queijo.

Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Kirsch

Ginjinha | Licor muito popular em Portugal

Ginjinha, é um licor obtido a partir da maceração
da fruta da ginja, similar à cereja,
muito popular em Portugal, especialmente em Lisboa,
em Óbidos, em Alcobaça e no Algarve.


É costume servi-lo com uma fruta curtida
no fundo do copo, popularmente dito
"com elas", ou, quando pura, "sem elas".


A criação de licores à base de frutas
remonta a tempos e locais ancestrais, onde estas eram
tidas como medicinais ou na cura de diversos males.
É difícil estabelecer com exactidão
a origem do aparecimento da ginja.

Foto: http://www.twice-cooked.com/2013/07/19/ginjinha-or-portuguese-sour-cherry-liqueur/


Contudo, pensa-se ser procedente da Ásia menor,
das margens do Rio Cáspio, tendo sido gradualmente
dispersa pelos países mediterrânicos
através das rotas comerciais.

Na Etnografia Portuguesa, José Leite Vasconcelos,
refere que Plínio o velho (séc. I DC), famoso escritor romano,
louva as ginjas da Lusitânia. Portugal tem, de facto, no Oeste,
nomeadamente no concelho do Óbidos, graças ao seu
particular microclima, as melhores ginjas silvestres da Europa.

Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Ginjinha
http://www.obidos.pt/CustomPages/ShowPage.aspx?pageid=4a22f711-3cd0-49c1-ab20-8ad36b7b1cb6

Ginja | Cereja ácida | Amarena

Ginja ou cereja ácida, também conhecida como amarena,
é uma espécie nativa de grande
parte da Europa e do sudoeste asiático.


Foto: https://www.sabiar.com/en/produtos/descobrindo-o-licor-de-ginja


É um parente próximo da cereja Prunus avium,
também conhecida como cereja-doce, mas o seu fruto
é mais ácido, sendo útil principalmente para fins culinários.

A árvore é menor que a da cereja-doce, alcançando
entre 4 a 10 metros de altura. A cor do fruto varia
entre o vermelho e o preto,
desenvolvendo-se em ramos mais curtos.
Saiba mais sobre a Ginja ou cereja ácida,
também conhecida como amarena.


Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Ginja

Cereja | Fruta originária da Ásia

A cereja é uma fruta pequena, arredondada,
de cor vermelha e com polpa macia e suculenta,
que tem a sua origem no continente Asiático.


Foto: https://corpussana.wordpress.com/2014/11/10/10-beneficios-das-cerejas/


Rica em vitamina A, B e C, além de conter cálcio,
ferro, fósforo e proteínas, o fruto da cerejeira
é muito apreciado por combater os
radicais livres e ajudar na digestão.

A cereja é uma fruta que quando consumida in natura
tem propriedades refrescantes, diuréticas e laxativas,
e por ser rica em ácido salicílico é indicada
no tratamento e combate ao reumatismo,
gota, artrite e redução do ácido úrico.

É uma fruta pouco calórica que contém muita fibra,
o que auxilia no funcionamento do intestino.
Com altas concentrações de antocianina, a cereja fresca
é considerada um anti-inflamatório natural,
prevenindo inflamações e acalmando dores no corpo.
Saiba mais sobre a cereja
fruta originária da Ásia que possui
propriedades muito benéficas para o homem.


Fonte: http://www.brasilescola.com/frutas/cereja.htm

Rote Grütze | Rødgrød | Cozinha alemã

Frutas vermelhas com sorvete


Foto: http://sidetracks-germany.com/2013/02/17/hamburg-water-ways/

Receita tradicional do verão da Alemanha,
com as frutas da terra como o mirtilho, framboesa,
cerejas, morangos e amoras, que
aqui são chamadas de frutas vermelhas.

Saiba mais sobre Rote Grütze
Receita tradicional no verão alemão


Fonte:
https://heikograbolle.wordpress.com/2011/12/19/receita-alema-rote-grutze-frutas-silvestres-com-sorvete/

Arancino | Petisco da culinária italiana

O arancini é o petisco italiano
feito com uma bolinha de risoto recheada
com queijo e azeitona e depois empanado.


O arancino foi inspirado pelos árabes,
que habitaram a região e consumiam
arroz e açafrão, com ervas e carne.


Foto: http://altasaciedade.com.br/arancini-o-risoto-que-virou-bolinho/


A parte empanada foi introduzida na corte de Frederico II,
como forma de conservar durante mais tempo o alimento,
quando fosse necessário transportá-lo,
em viagem, na caça ou no trabalho no campo.
Saiba mais sobre o arancini
petisco da culinária italiana


Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Arancino
http://receitas.ig.com.br/2013-07-29/conheca-o-risoto-que-virou-bolinho.html

Jiló | Benefícios do jiló

Famoso por seu gosto amargo,

o jiló é um fruto fonte de vitamina A, C e as
do complexo B, rico em minerais como ferro, cálcio,
magnésio e fósforo. Possui ainda flavonoides,
esteroides, alcaloides, fibras, etc.


Foto: https://br.fotolia.com/tag/jil%C3%B3


Seus nutrientes garantem ao alimento
propriedade digestiva, auxiliando no tratamento
de distúrbios hepáticos (fígado) e dispepsia biliar.
Seu potencial antioxidante faz dele um bom alimento
para a saúde cardíaca, reduzindo o colesterol
e contribuindo para a manutenção da saúde em geral.

É pobre em calorias, o que faz dele um bom alimento
para compor sua dieta de emagrecimento pela redução
do consumo calórico associada aos outros benefícios.
Saiba mais sobre o Jiló.
Descubra os benefícios do jiló e deliciosas receitas!

Fonte:
http://lar-natural.com.br/descubra-os-beneficios-do-jilo-e-deliciosas-receitas/

Quiabo | Os Benefícios do Quiabo

Os Benefícios do Quiabo para saúde,

incluem sua capacidade de reduzir
os níveis de colesterol total,
melhorar a saúde digestiva, melhorar a visão,
melhorar a saúde da pele, proteger a saúde infantil,
prevenir certos tipos de câncer, fortalecer os ossos,
melhorar a saúde cardiovascular,
ajuda o sistema imunológico,
reduz a pressão arterial,
e proteger a saúde do coração.

Foto: http://www.brasilescola.com/saude/o-quiabo-diabetes.htm


O Quiabo pode não ser o vegetal mais convencional no jardim,
mas o seu rico teor de vitaminas e minerais, incluindo
as vitaminas A, B, C, E e K, bem como cálcio,
ferro, magnésio, potássio, e de zinco.
Além disso, quiabo contém altos níveis de fibra mucilaginoso.
Saiba mais sobre Os Benefícios do Quiabo para a Saúde

Fonte:
http://www.saudedica.com.br/os-beneficios-do-quiabo-para-saude/

Spätzle | Culinária alemã

Tradicional massa alemã


Foto: http://www.mykitchenintherockies.com/2012/03/05/spatzle-german-noodle-dish/


Spätzle é uma massa, muito usada no sul da Alemanha,
na Áustria ocidental, na Suíça, na Alsácia e, fora da Europa,
em regiões de imigração alemã, como o sul do Brasil.
Em certas cidades do norte da Itália, é conhecido por Troffi.

São fabricados introduzindo pedaços de massa em água fervente
e tirando continuamente os pedaços que ficam cozidos.
A massa propriamente dita consiste em ovos, farinha e sal.
Algumas receitas de Spätzle também incluem leite e água.

O Spätzle pode acompanhar qualquer
prato de carne preparado com um molho.

Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Sp%C3%A4tzle

Cominho | Especiaria originária do Mediterrâneo oriental

O cominho é originário do Oriente Médio e África.

Era conhecido desde 5.000 AC e foi encontrado
nas pirâmides do Egito onde era usado também na mumificação.

Ele foi introduzido nas Américas pelos colonizadores,
onde se tornou um dos principais condimentos.

Foto: http://hortas.info/como-plantar-cominho

Muito usado nas cozinhas mexicanas, indianas e do Médio Oriente.

Na Turquia também é muito empregado, principalmente
em licores e na própria alimentação. De sabor diferente,
ficando entre o da pimenta e o anis, cativou muitos adeptos.
Hoje em dia são cultivados na África do Sul
e nos Países do Oriente Médio, Índia e México.