Maçã do amor | Uma invenção paulistana

A maçã do amor é uma invenção paulistana.
O catalão José Maria Farre Angles desembarcou
com a família no Brasil em 1954 e, cheio de dificuldades,
criou o doce no ano seguinte para conseguir sobreviver.

As maçãs eram abundantes no país, e o que Angles fez foi
cobri-las com uma calda vermelha cristalizada.
As maçãs do amor eram vendidas em praças, feiras e festas juninas.
Mas ela ficou conhecida de verdade quando Angles participou
da primeira UD (feira de utilidades domésticas), em 1960.
Para a escolha do nome, Angles convocou uma reunião familiar.
Descartadas sugestões como “maçã caramelada” ou “doce cristalizado”,
o próprio patriarca sugeriu “maçã do amor”.
O nome foi uma referência à maçã que expulsou Adão e Eva do Paraíso.
Saiba mais sobre a maçã do amor,
uma invenção paulistana.


Fonte:
http://cultura.estadao.com.br/blogs/curiocidade/dia-dos-namorados-e-os-inventores-da-maca-do-amor/

Postar um comentário