Ogum, Ògún. Ogum, eu te saúdo!

Arquétipos:

Os filhos de Ogun possuem temperamento
um tanto violento, são impulsivos, briguentos
e custam a perdoar as ofensas dos outros.

Imagem: Africanas Raízes - ilhado.xpg.com.br/orixas.html

Não são muito exigentes na comida,
no vestir, nem tampouco da moradia,
com raras exceções são amigos,
porém estão sempre envolvidos com demandas,
são mestres do atirar verde pra colher maduro,
as vezes muitos desconfiados. Despertam sempre interesse
nas mulheres, tem seguidos relacionamentos sexuais,
mas não tendem a ser fiéis. Possuem uma energia física
muito grande, raramente adoecem, seu lema principal
é vencer na vida, não importando qual tipo de trabalho
ou esforço para conseguir seus ideais.

Saudação a Ogum em Yorubá.


Ògún pèlé o!
Tradução: Ogum, eu te saúdo!

Ògún alákáyé,
Tradução: Ogum, senhor do universo,

Osìn ímolè.
Tradução: lider dos orixás.

Ògún alada méjì.
Tradução: Ogum, dono de dois facões,

O fi òkan sán oko.
Tradução: Usou um deles para preparar a horta

O fi òkan ye ona.
Tradução: e o outro para abrir caminho.

Ojó Ògún ntòkè bò.
Tradução: No dia em que Ogum vinha da montanha

Aso iná ló mu bora,
Tradução: Tradução: ao invés de roupa usou fogo para se cobrir.

Ewu ejè lówò.
Tradução: E vestiu roupa de sangue.

Ògún edun olú irin.
Tradução: Ogum, a divindade do ferro

Awònye òrìsà tií bura re sán wònyìnwònyìn.
Tradução: Orixá poderoso, que se morde inúmeras vezes.

Ògún onire alagbara.
Tradução: Ògún Onire, o poderoso.

A mu wodò,
Tradução: O levamos para dentro do rio

Ògún si la omi Logboogba.
Tradução: e ele, com seu facão, partiu as águas em duas partes iguais.

Ògún lo ni aja oun ni a pa aja fun.
Tradução: Ogum é o dono dos cães e para ele sacrificamos.

Onílí ikú,
Tradução: Ogum, senhor da morada da morte.

Olódèdè màríwò.
Tradução: o interior de sua casa é enfeitado com màríwò.

Ògún olónà ola.
Tradução: Ogum, senhor do caminho da prosperidade.

Ògún a gbeni ju oko riro lo
Tradução: Ogum, é mais proveitoso ao homem cultuá-lo do que sair para plantar

Ògún gbemi o
Tradução: Ogum, apoie-me

Bi o se gbe Akinoro.
Tradução: do mesmo modo que apoiou Akinoro.



Fonte: Africanas Raízes - ilhado.xpg.com.br/orixas.html
ilhado.xpg.com.br/saudogum.html


Como fazer uma declaração simples. Imposto de Renda 2018.

Veja passo a passo como fazer uma declaração simples.

O prazo de apresentação da declaração
do Imposto de Renda 2018, ano-base 2017,
vai até o dia 30 de abril. A expectativa da Receita
é receber 28,8 milhões de declarações neste ano,
340 mil a mais do que o registrado no ano passado.
Imagem: https://bonsinvestimentos.com.br/quem-deve-declarar-imposto-de-renda-2016/

Uma declaração simples em poucos minutos.

1- Documentação

Separe seus documentos antes de começar.
Você precisará ter em mãos informes de rendimentos
da empresa em que trabalha, de instituições financeiras
e de outras rendas recebidas no ano passado.
Veja passo a passo como fazer sua declaração do Imposto de Renda:

Fonte:
https://g1.globo.com/economia/imposto-de-renda/2018/noticia/imposto-de-renda-2018-veja-passo-a-passo-como-fazer-uma-declaracao-simples-video.ghtml

O que é granola?

A granola consiste de uma mistura de frutas secas,
grãos (fibra de trigo, aveia, e flocos de arroz), sementes
(castanha de caju, amendoim e castanha-do-pará) e açúcar mascavo.
Foi inventada em 1886 por um médico suíço.

Imagem: receitanatureba.com/como-fazer-granola-fit-caseira/

No final do século XIII os nomes
Granula, Granola e Ganolietta eram marcas registradas
nos Estados Unidos de produtos com
milho integral cozido até se tornar crocante.

É amplamente consumida em refeições matinais,
bastante difundida culturalmente nos Estados Unidos e Escócia.
A granola é excelente para manter o intestino em dia.

Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Granola

Novo DNS público promete acelerar sua internet.

A Cloudflare, uma empresa de software
e fornecedora de servidores para empresas,
lançou neste fim de semana um serviço de DNS público.
Endereçado simplesmente como 1.1.1.1 ou 1.0.0.1,
o novo serviço promete acelerar a sua conexão à internet.

Foto: iStock / Olhar Digital
O Sistema de Nomes de Domínio
(ou "Domain Name System", em inglês, DNS)
é um serviço responsável por traduzir endereços da web,
como "olhardigital.com.br", em endereços de IP
aos quais computadores e celulares podem se conectar.

A maioria das operadoras fornece endereços de DNS privados,
mas há opções públicas para quem quiser trocar essa
configuração e, quem sabe, acelerar sua internet.
O 1.1.1.1 da Cloudflare vem para competir
com o DNS público do Google e o OpenDNS, da Cisco, nesta área.
Saiba mais sobre
Novo DNS público promete acelerar sua internet.

Fonte: Olhar Digital

kvass, a famosa bebida russa.

Conheça o kvass,
a famosa bebida russa para quem não aguenta vodca.

Kvas ou Kvass significa literalmente "fermento"
nas línguas eslavas.
É uma bebida produzida através de fermentação.
Muito popular na Rússia, Ucrânia
e outros países da Europa Oriental.
Ficou conhecida na China graças a influencia da cultura eslava.
Na produção de kvass podem ser usados
os extratos de várias amoras e raiz forte.
Imagem: Viagem.estadao.com.br/noticias/geral,conheca-o-kvass-a-famosa-bebida-russa-para-quem-nao-aguenta-vodca,70002230559

O que é?
O kvass é uma bebida fermentada à base
de pão preto de centeio, com teor alcoólico
que varia de 0,5% a 2% . É bastante semelhante à cerveja,
sendo vendida inclusive em cervejarias europeias.
A diferença é que é consumida até por crianças,
lembrando bastante nossos refrigerantes ou refrescos no verão.

E não é só porque crianças tomam kvass
que ele parece refrigerante. Como é feito à base de
pão preto torrado, possui um amargor que lembra
o gosto dos refrigerantes de cola. Outra razão é histórica:
segundo Rogério Sventkauskas, de descendência lituana
e produtor de kvass no Brasil, durante a URSS,
marcas de refrigerantes estrangeiras não tinham
fácil acesso às prateleiras soviéticas,
contribuindo para que o kvass se tornasse mais popular.
Saiba mais sobre kvass, a famosa bebida russa.

Fonte:
https://viagem.estadao.com.br/noticias/geral,conheca-o-kvass-a-famosa-bebida-russa-para-quem-nao-aguenta-vodca,70002230559
https://pt.wikipedia.org/wiki/Kvas

Podrão...Quando a fome aperta e a grana é curta.

Um podrão é um termo da gíria carioca
para um tipo específico de
cachorro-quente, hambúrguer ou batata-frita

Imagem: https://www.visiteobrasil.com.br/sudeste/rio-de-janeiro/culinaria/conheca/podrao

feito em carrocinhas de vendedores ambulantes que,
além do convencional cachorro-quente de pão catchup, mostarda e maionese,
e o hambúrguer de pão com carne,
são recheados com uma série de ingredientes adicionais
que variam de batata palha, queijo parmesão ralado,
grãos de milho, ervilha e azeitona até ovos de codorna.

Alguns chegam a substituir
a salsicha do cachorro-quente, por linguiça de carne suína.

Desde pelo menos 1979 (em Botafogo), é um hábito
incorporado à cultura do Rio de Janeiro;
comum principalmente nas proximidades de casas noturnas,
cinemas e outros espaços frequentados por jovens.

Fonte:https://pt.wikipedia.org/wiki/Podr%C3%A3o

Origem dos Ovos de Páscoa.

O Ovo de Páscoa é um chocolate em formato de ovo,
geralmente oco mas também tem os de recheios por dentro
e que são recheado com bombons ou prêmios.
Costuma ser envolto por cambiantes papéis laminados,
e distribuído como presente aos amigos e crianças
nas festividades da Páscoa cristã.

Imagem: https://buffetmilideiasgastronomia.blogspot.com.br/2013/03/a-origem-dos-ovos-de-pascoa.html

O ovo é símbolo bastante antigo, anterior ao Cristianismo,
que representa a fertilidade e o renascimento da vida.
Muitos séculos antes do nascimento de Cristo,
a troca de ovos no Equinócio da Primavera (21 de Março)
era um costume que celebrava o fim do Inverno
e o início da primavera. Para obterem uma boa colheita,
os agricultores enterravam ovos nas terras de cultivo.

Quando a Páscoa cristã começou a ser celebrada,
a cultura pagã de festejo da Primavera
foi integrada na Semana Santa. Os cristãos passaram a ver
no ovo um símbolo da ressurreição de Cristo.
O ovo de chocolate ou ovos de Páscoa, que são
uma tradição milenar, passou à ser relacionada ao cristianismo.
Costumava-se pintar um ovo oco de galinha de cores bem alegres,
pois a Páscoa é uma data festiva que comemora
a ressurreição de Jesus Cristo, sendo o ovo um símbolo de nascimento.
Outros povos como os gregos e os egípcios também
coloriam ovos de galinha oco, porém, em datas diferentes.
Saiba mais sobre a origem dos Ovos de Páscoa.

Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Ovo_de_P%C3%A1scoa

Tesoura.

Os primeiros registros históricos
de um objeto semelhante a uma tesoura
surgem no Antigo Egipto, por volta de 1500 a.C.,
porém, o formato moderno de lâminas assimétricas
foi inventado apenas durante o Império Romano,
cerca do ano 100.

Imagem: https://pt.wikipedia.org/wiki/Tesoura

Os romanos davam usos diversos à tesoura
e tanto recorriam a ela para cortar o cabelo,
como a utilizavam para tosquiar animais,
podar árvores e golpear tecidos.
Saiba mais sobre a tesoura.

Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Tesoura

Problemas em fazer as atualizações
através do Windows Update? Veja a solução no vídeo abaixo


Que fim levaram os negros da Argentina?

¿Que pasa?
No século 19, a população africana simplesmente sumiu do país.


Virou até meme:
entre as country balls do mundo (como a Polandball),
o mote do Brasil é dizer "huehue".
O da Argentina é falar que são mais brancos
que os outros sul-americanos. ¿Que pasa?

Imagem: Aventurasnahistoria.uol.com.br

A Argentina hoje registra 90% de brancos em sua população.
É o número mais alto entre todos os países da América Latina.
Mas nem sempre foi assim. O comércio negreiro durou
entre os séculos 15 e 19 (a abolição foi em 1853).
Num censo de 1778, a população negra
chegava a 54% em algumas regiões argentinas.
Em 1887, caiu para 1,8%. Hoje, após levas recentes de imigrantes,
está em 1%. Que fim levaram os negros argentinos?

"A dizimação está ligada às guerras dos espanhóis contra ingleses,
no fim do século 18. Nelas, morreram uma boa parte dos negros,
engajados como soldados", afirma o historiador
Álvaro de Souza Gomes Neto, especialista em escravidão.
Mais tarde, no processo de independência (que aconteceu em 1816),
foram formadas companhias apenas de negros, os "batalhões de libertos".
Com a promessa de liberdade, eles ocuparam
as posições mais perigosas. "Morreram quase todos."

Outro motivo para o sumiço foi epidemia de febre amarela, em 1871.
Os negros libertos, vivendo em condições de extrema miséria em guetos,
foram os mais afetados. Soldados argentinos impediam a saída deles
dos bairros em que moravam, com medo de a epidemia
se alastrar entre os brancos. Assim, eles morriam sem atendimento médico.

Além da dizimação na prática, a Argentina organizou uma na teoria,
registrando todos os descendentes de escravos como brancos.
O processo ficou conhecido como política de branqueamento
e foi praticado no início do século 19. Para o governo argentino,
o desenvolvimento e o progresso do país
estavam atrelados à cor da pele da população.

Muitas mulheres negras, com a ausência de homens da mesma etnia,
casaram-se e tiveram filhos com brancos, inclusive com
imigrantes europeus, que começaram a desembarcar no país
antes da metade do século 19. Seus filhos, embora tivessem
traços negros comprovados, eram registrados como brancos.
"As estatísticas, assim, acabaram registrando um sumiço repentino
de toda a população negra da Argentina",
diz o historiador Álvaro de Souza Gomes Neto.
"Todo argentino que não seja descendente de indígenas
tem um traço de sangue negro, mesmo que em pequena proporção."

TRABALHO E RACISMO
O sistema econômico argentino começou a substituir a mão-de-obra escrava
já por volta de 1840. "Em Buenos Aires, a força de trabalho
foi basicamente de imigrantes russos, italianos, espanhóis e judeus novos",
afirma o professor Álvaro Neto. No nordeste do país,
a força de trabalho era, na maior parte, indígena.

O racismo na Argentina é forte desde o século 19. "Até os anos 1930,
a 'moda' entre os negros era vestir-se, agir e falar como branco",
diz Álvaro. "Desde o século 18, identificar alguém com traços negros
colocava a pessoa numa condição social extremamente baixa.
Há processos e buscas de retratações de pessoas registradas assim."

O século 20 presenciou uma nova leva de imigrantes africanos na Argentina.
"Temos aqui no pais uma comunidade organizada de cabo-verdianos
que chegaram principalmente entre as duas guerras mundiais em busca de
melhores possibilidades de trabalho" afirma a filósofa argentina Dina Picotti.
Segundo ela, a imigração africana vem crescendo novamente.
De fato, um último censo realizado em 2012 mostra que os negros
voltaram a representar entre 3 e 4% dos argentinos.

Fonte: Aventurasnahistoria.uol.com.br

Você conhece uma estalagem?
Já visitou a Ilha de Paquetá?

Como resolver problemas com as atualizações através do Windows Update.

Windows 10.
erro 0x800f081f. Solução para a mensagem de erro 0x800f081f
Problemas em fazer atualização (KB4074588) através do Windows Update
Sistema Operacional de 32 bits, processador com base em x64.


Sempre que eu tentava fazer a atualização (KB4074588)
através do Windows Update
aparecia a mensagem:

"2018-02 Atualização Cumulativa do Windows 10 Version 1709
para sistemas operacionais baseados em x86 (KB4074588) - Erro 0x800f081f"


A solução é simples:

Acesse o site: Catálogo Microsoft Update
através do link https://www.catalog.update.microsoft.com/Search.aspx?q=windows%2010%201709%20cumulative%20update%20

Procure por:
2018-02 Cumulative Update for Windows 10 Version 1709 for x86-based Systems (KB4074588)

Windows 10 Security Updates 13/02/2018 n/a 376,5 MB


Conforme a imagem acima.

Clique em Transferir, depois clique no link de download

Aguarde o download terminar
vá aonde o arquivo foi salvo

e clique em abrir ou executar

Espere terminar a instalação e o windows vai pedir para reiniciar o sistema.

Depois de reiniciado
volte nas configurações do Windows
Clique em Atualização e Segurança,
depois em Windows Update
e veja se há atualizações disponiveis
Vai aparecer a mensagem
Seu dispositivo está atualizado...
Conforme a imagem acima

Problema resolvido...

Boa Sorte!

6 Truques para perder peso.

A psicologia do emagrecimento:
aprenda 6 truques para perder peso.

Quando o assunto é perder alguns quilinhos,
às vezes não adianta apenas escolher
a dieta do momento e fazer
algum tipo de atividade física.
Para tratar a obesidade é preciso entendê-la
mais a fundo, até mesmo porque algumas pessoas
passam a vida inteira fazendo dieta
e simplesmente não conseguem emagrecer.
Imagem: https://www.megacurioso.com.br/medicina-e-psicologia/53425-a-psicologia-do-emagrecimento-aprenda-6-truques-para-perder-peso.htm

O ganho de peso tem a ver com o metabolismo
e a herança genética de cada pessoa.
É por isso que tem gente que come muito e não engorda:
são pessoas que provavelmente têm o metabolismo
mais acelerado e vêm de
uma família com mais pessoas magras.

Pesquisas recentes indicam que o número de
calorias consumidas pelas pessoas do mundo
aumentou muito desde os anos 80.
O valor de calorias gastas, no entanto,
continua praticamente o mesmo. Ou seja:
estamos acumulando cada vez mais.

A maioria das dicas que você vai aprender hoje
foi dada por Brian Wansink, que é um pesquisador
que estuda como comemos. Esse cara já escreveu livros
sobre nossos maiores erros com relação à alimentação
e é um dos responsáveis por elaborar
um plano alimentar para a galera da Casa Branca.
Saiba mais sobre A psicologia do emagrecimento:
aprenda 6 truques para perder peso.


Fonte:
https://www.megacurioso.com.br/medicina-e-psicologia/53425-a-psicologia-do-emagrecimento-aprenda-6-truques-para-perder-peso.htm

Rodar a baiana

Como capoeiristas travestidos
deram origem à expressão 'Rodar a baiana'.


Imagem: Aventuras na História

Por trás do termo, uma insólita história
de crossdressing defensivo em carnavais passados.

Quando alguém ameaça com um
"pare com isso ou eu vou rodar a baiana",
qualquer pessoa discreta para na hora
– ou, pelo menos, toma cuidado.
A ameaça, na verdade, consiste
em dar um escândalo público.

Diferentemente do que possa parecer,
essa expressão não tem sua origem relacionada à Bahia,
e sim ao Rio de Janeiro. A região era palco,
já no início do século 20,
de famosos desfiles dos blocos de Carnaval.
Saiba mais sobre Como capoeiristas travestidos
deram origem à expressão 'Rodar a baiana'


Fonte:
http://aventurasnahistoria.uol.com.br/noticias/almanaque/rodar-a-baiana.phtml#.WoZgnlTwbIU

Barcas para Paquetá Carnaval 2018

ATENÇÃO: Carnaval. Horário da barcas e catamarãs
para a Ilha de Paquetá
entre os dias 10 e 14 de fevereiro de 2018.



Para mais informações sobre:
Horários das barcas e catamarãs
Rio-Paquetá, Paquetá-Rio,
e o preço das passagens.
Acesse Horários das Barcas Paquetá

Ilha de Paquetá - A Oitava Maravilha